login cadastro

BLOG

Ago 02 2016

Falando um pouco dos direitos dos vigilantes

Segundo a portaria 3233/12 DPF, Art. 163, é assegurado ao vigilante:

Direitos:

I – O recebimento de uniforme, devidamente autorizado, às expensas do empregador.

O uniforme usado pelos vigilantes terá que ser autorizados pelo DPF para poder ser colocado em uso e não poderá ser parecido com nem um outro uniforme das forças armadas e foças auxiliares.

II – Porte de arma, quando em efetivo exercício.

O porte de armas é extremamente restrito para quando o vigilante está em serviço. Importante saber que horários de almoço ou descanso não configura horário de serviço, portanto o vigilante não deve portar armamento.

III – A utilização de materiais e equipamentos em perfeito funcionamento e estado de conservação, inclusive armas e munições.

Todo material usado pelos vigilantes terá que estar em prefeito estado de conservação, e as armas de fogo terão que passar por revisões periódicas com armeiros credenciados pelo DPF.

IV – A utilização de sistema de comunicação em perfeito estado de funcionamento.

Os rádios de comunicações também são um direito assegurado para os vigilantes, que não poderão estar em um posto sem comunicação. Hoje são usado os HTs e Nextel.

V – Treinamento regular nos termos previstos nesta portaria (3233/12);

O treinamento complementar é um treinamento que deve ser feito pelos os vigilantes no intervalo da reciclagem, com tiro e defesa pessoal.

VI – Seguro de vida em grupo, feito pelo empregador;.

Seguro feito pelo empregador para ajudar os familiares em caso de sinistro que venha a óbito o trabalhador.

VII – Prisão especial por ato decorrente do serviço.

O vigilante terá direito a este ato de prisão caso venha a fazer um crime em decorrência de estar de serviço,

Portaria 3233/12 DPF.

JEANGLESTON MARTINS

INSTRUTOR.

BUSCA