login cadastro

BLOG

Jul 20 2016

História do revólver 38

Poucas armas são tão conhecidas popularmente quanto o revólver calibre 38. Ele já faz parte do imaginário popular e está presente como uma referência de eficiência mesmo para aqueles que nunca seguraram uma arma. E essa boa fama não se fez à toa: realmente o equipamento é diferenciado e caiu no gosto das pessoas do mundo todo, especialmente no Brasil.

Com boa quantidade de munição que sua recarga permite, seu mecanismo eficiente de operação de repetição, e um impacto forte (stop power), não faltam defensores desses itens, mesmo com alternativas bem mais atuais.

Muitas opções surgem, mas o fato é que ainda passam longe de conseguir deixar o querido 38 para trás no coração de seus fãs. E pelo que podemos perceber, isso não vai acontecer tão cedo! Quer conhecer um pouco mais sobre a história dessa incrível arma? Leia o texto a seguir e confira:

Sobre o revólver

O 38 é talvez o exemplo mais conhecido de um tipo de arma muito popular: o revólver. Único armamento que possui diversas câmaras para um cano único – estamos falando do tambor, que foi fortemente popularizado nos antigos filmes de bang bang, quando mocinhos e bandidos giravam com destreza antes de fechá-los e deflagrar tiros contra o oponente.

Com manuseio mais fácil que as pistolas, o 38 tem alto poder de impacto (stop power) e raramente falha. Tudo isso foi proporcionado pela genialidade de uma pessoa: o inventor Samuel Colt.

Samuel Colt e o revólver

Um jovem, no distante ano de 1836, criou algo que mudaria o curso da história do mundo. Esse jovem era Samuel Colt e sua criação o revólver. Se antes só tínhamos disponíveis armas que faziam um disparo por vez, imagine você a vantagem bélica que um exército teria com um dispositivo que passaria a poder dar cinco ou seis disparos? E foi isso que Colt implementou, com a criação do tambor do revólver: logo após o tiro, o tambor girava e a arma já estava preparada para outro. Não à toa, até os dias de hoje, a marca Colt é sinônimo de qualidade em revólveres.

A evolução do 38

No ano de 1902, a empresa Colt desenvolveria o que viria a ser talvez o modelo mais impactante em termos de armamentos de todos os tempos: o revólver 38 Long Colt, que foi usado na guerra das Filipinas. Entretanto, a arma não teve o poder impactante que muitos esperavam. Coube a outra fábrica do gênero, a Smith & Wesson, criar o 38 Special. Não tardou para que esse item fosse a arma de fogo de escolha das forças policiais dos Estados Unidos, entre as décadas de 20 e 80. Somente quase no final do século 20 é que o 38 foi substituído pelo calibre 40, também da Smith & Wesson.

Curiosidades

Com seis tiros no tambor, o 38 tem alcance de 100 metros e o projétil atinge assombrosos 700 km/h. A arma tem 23,7 cm de comprimento, sendo 10,1 apenas de cano. Seu peso é de pouco mais de 1 kg e seu manuseio é fácil e preciso.

O 38 foi uma arma histórica, que fez parte das forças de segurança de diversos países e participou de guerras. O tempo não apagou a eficácia desse produto, que até hoje encontra fãs e entusiastas das mais diversas idades e locais!

JEANGLESTON MARTINS

Instrutor credenciado DPF Portaria 96/2014

Exército brasileiro CR: 44929

BUSCA